BORUTO, THE NEXT GENERATION

Resultado de imagem“Boruto” chegou no seu décimo episódio.

Gostaria de mostrar nesse post as minhas primeiras impressões sobre esse anime, depois que li diversos comentários positivos e negativos sobre ele.

Em primeiro lugar, temos que esquecer “Naruto”, ou melhor, encarar “Naruto” como se fosse simplesmente o pai de “Boruto”, afinal de contas, o anime contará a história de seu filho.

Em segundo lugar, “Boruto” não tem nada a ver com o seu pai, quando falamos de personalidade. e história de vida.

“Naruto” cresceu sozinho e desprezado pela vila da folha. “Boruto” tem uma família estruturada. “Naruto” não conheceu o amor e tem problemas em se relacionar com seus filhos, diferente de “Boruto” que tem, principalmente em sua mãe “Hinata” o exemplo desse sentimento. Por outro lado, “Boruto” é o típico “Mauricinho”, diferente de “Naruto” que andava sempre largado. A única coisa em comum com “Naruto” é a sua determinação.

Enfim, não é um “spoiler”, porque o anime ainda não terminou, além disso, os primeiros segundos de “Boruto” deixaram várias dúvidas.

O anime começa e “Boruto” está enfrentando um cara chamado “Kawaki” (???) que prometeu mandá-lo para o mesmo lugar que seu pai (???), além disso, diz que a era dos ninjas acabou (???).

Nessa parte, que eu achei muito, mas muito legal, “Boruto” puxa a bandana que era de “Sasuke” e nesse momento ele diz que ainda é um ninja.

Além de cicatrizes no seu rosto, “Boruto”, apresenta um “jutsu” visual (???) parecido com o “Byakugan”.

Achei esse introdução fantástica.

O anime está bem no começo e a história ainda não se desenrolou, porém, aconteceram alguns fatos que fizeram menção ao filme “Naruto, The Last”.

Outro fator, é que o anime de uma forma muito inteligente faz com que a turma de “Naruto” participe do anime, porém, faz questão de mostrar que “Boruto” e seus amigos são os personagens principais.

Não gosto do Studio Pierrot e já citei isso em vários posts anteriores, mas confesso que a animação é está muito melhor nesse anime.

Enfim, se continuar nesse rito, evitando os fillers de “Naruto”, “Boruto” será um grande anime.

Ainda é cedo para tirar conclusões, mas as primeiras impressões são muito boas.

Anúncios
BORUTO, THE NEXT GENERATION

BORUTO

“Boruto” foi lançado em 07/08/2015 no Japão e até agora, nem sinal de chegar no Brasil.

Existem na net alguns sites que conseguiram gravar o filme direto da tela do cinema e a tradução já está disponível em português.

Eu acabei de assistir nesse site: http://www.animeai.net. Não é o melhor dos mundos, mas deu pra ver de boa.

“Boruto Uzumaki” é o filho de “Naruto Uzumaki” e “Hinata Hyuga”. A história da união dos dois foi contada em “Naruto, The Last”, conforme comentei anteriormente.

Ele também tem uma irmã mais nova, chamada “Himawari Uzumaki”.

O time “Konohamaru” é formado por “Boruto”, “Sarada” (Filha de Sakura e Sasuke) e “Mitsuki”.

“Naruto” realizou o seu sonho e se tornou o “Hokage” da Aldeia da Folha. Por esse motivo, vive atarefado, sem tempo e ausente, inclusive para a sua família. Esse fato, acaba distanciando, principalmente, pai e filho.

É nesse momento que “Boruto” conhece “Sasuke”, que está voltando de uma missão.

Com a intenção de derrotar seu pai, “Boruto” pede para se tornar seu aluno.

Após muita insistência e por ver que nem mesmo “Naruto” acredita na capacidade de seu filho, “Sasuke” acaba cedendo.

Boruto e Sasuke

Durante o “Exame Chunnin”, o relacionamento entre pai e filho só não fica pior, porque um acontecimento faz com que “Boruto”, com a ajuda de “Sasuke”, comece a enxergar “Naruto” de uma forma diferente.

Eu gostei do filme.

Porém, acho que poderia ter mostrado, de forma rápida, um resumo do nascimento e infância de “Boruto” e “Himawari”.

Gostei do desenho e da animação que melhoraram muito. Gostei da trilha sonora que é sempre impecável e achei interessante a história.

Aparecem cenas do “Shippuden” que são muito importantes e complementaram a emoção de alguns momentos do filme.

Sarada elogia os olhos azuis de Boruto

Pela sensibilidade desse filme, acredito que a nova geração de shinobis vai ser bem diferente do “Naruto clássico” e o “Shippuden”, começando pelo “pequeno” clima que rolou entre “Sarada” e “Boruto”.

Vale a pena assistir até os créditos finais, pois ali mostra muita coisa, principalmente sobre os filhos dos personagens principais.

Enfim, eu gostei e espero que esse filme dê origem a série.

BORUTO